Ignorar Comandos do Friso
Saltar para o conteúdo principal

Boas práticas em alojamento: sistema inovador de cogeração de energia

Sustentabilidade

28.06.2021

​​​​A empresa SCIVEN, em conjunto com uma equipa de investigadores da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra, desenvolveu um sistema inovador que permite que os seus utilizadores reduzam até 70% os custos com o consumo de energia (térmica e eléctrica), ao mesmo tempo que minimizam a sua pegada ecológica em emissões de CO2 associadas.

Vocacionado para utilizadores com consumos intensivos de energia, como são os empreendimentos turísticos, este sistema pode representar uma poupança anual de dezenas de milhares de euros para um empreendimento de média dimensão.

O projeto piloto desenvolvido pela SCIVEN com o Six Senses Douro Valley, que demonstra o impacte financeiro e ambiental desta abordagem, foi distinguido como vencedor da edição 2020/2021 do NEWTON 4.0 – New Tourism Opportunities & Network, um programa internacional de inovação aberta, promovido pelo IPN Incubadora em articulação com a RIERC (Rede de Incubadoras de Empresas da Região Centro) e a Turismo Centro de Portugal.

O sistema assenta sobre uma tecnologia de cogeração desenvolvida por este consórcio, com o apoio financeiro do Portugal 2020 e da Agência Nacional de Inovação, S.A., que permite produzir em simultâneo energia térmica e eléctrica, a partir da utilização de biomassa como fonte de energia,  renovável, obtida de forma sustentável e neutra em termos de emissões de CO2.

A sua aplicação faz-se através da reformulação das centrais de produção de energia térmica atuais, substituindo ou colocando em reserva as caldeiras de produção de água quente, que maioritariamente utilizam gás, uma fonte de energia com um elevado custo financeiro e ambiental.

O sistema produz toda a energia térmica que os seus clientes necessitem. No caso de empreendimentos turísticos, esta energia é utilizada em vários processos, como água quente sanitária, aquecimento de piscinas e SPAs e climatização de espaços.

Simultaneamente, a tecnologia de cogeração “aproveita” a necessidade de produzir energia térmica como uma oportunidade de, através de uma fonte de energia 100% renovável e através de um processo de alta eficiência, produzir também eletricidade para consumo local, instantâneo, reduzindo assim a necessidade de importação de energia da rede pública e consequentemente a fatura e o impacte ambiental associados. Contribui-se assim significativamente para a descarbonização da operação do utilizador.

Na generalidade dos casos, o período de retorno do investimento neste sistema situa-se entre os 2 e os 4 anos, conforme a escala dos consumos energéticos de cada caso e o combustível utilizado.

A SCIVEN propõe também um modelo de negócio energy-as-a-service (EaaS) que permite eliminar a necessidade de investimento por parte do utilizador, propondo-lhe uma tarifa pela energia efetivamente produzida pelo sistema e consumida, permitindo uma poupança desde o dia da implementação.

O sistema proposto pela SCIVEN é complementar com outros sistemas de produção de energia a partir de fontes renováveis (como painéis solares térmicos) e é de fácil integração nos sistemas existentes. ​

  • Sustentabilidade
  • Alojamento
  • Empreendimento turístico
  • Energia
  • Ciência
  • Tecnologia
  • Inovação
  • Universidade de Coimbra
  • RIERC
  • Eficiência na utilização de recursos e resíduos
  • social network icon image
  • social network icon image
  • social network icon image
  • social network icon image
  • social network icon image