Ignorar Comandos do Friso
Saltar para o conteúdo principal

Convite à apresentação de propostas RESETTING: Call for Tourism SMEs – candidaturas até 30 set 2022

Avisos de concursos

30.09.2022

​O projeto RESETTING - Relaunching European smart and SustainablE Tourism models Through digitalization and INnovative technoloGies, visa facilitar a transição digital para modelos operacionais mais resilientes, circulares e sustentáveis das empresas de turismo europeias, através da testagem e integração de tecnologias inovadoras e digitalmente orientadas que conduzam a soluções de redução de encargos desnecessários, que melhorem a qualidade da experiência turística, que contribuam para a descarbonização do setor do turismo e, em última análise, para um crescimento económico mais inclusivo das PME e residentes.

Adicionalmente, o projeto RESETTING tem como objetivo construir e estabelecer uma rede entre pequenas e médias empresas do setor do turismo de algumas regiões de 5 países europeus - Albânia, Espanha, Grécia, Itália e Portugal.

Promovido por um consórcio de 8 parceiros daqueles 5 países, o RESETTING é um projeto COSME que decorre entre janeiro de 2022 e junho de 2024 e tem uma dotação total de 1,3 milhões de euros, dos quais 75% são fundos da Comissão Europeia e 25% são assegurados pelo consórcio através de um modelo de financiamento em cascata.​

// Consórcio
O consórcio é composto pelos seguintes parceiros: 
_ Albânia: Albanian Trip; 
_ Espanha: Eurecat, Centro Tecnològic de Catalunya; *Clúster TIC Catalunya Sud; *FEHT
_ Grécia: *Heraklion Development Agency;
_ Itália: Città di San Benedetto del Tronto 
_ Portugal: ISCTE - Instituto Universitário de Lisboa; *APECATE Associação Portuguesa de Empresas de Congressos, Animação Turística e Eventos.

(*) Estes quatro parceiros atuam como Organizações de Apoio às Empresas (BSO), e são o principal ponto de contacto para as PME.

// Orçamento para a call
_ 135.000 euros

// Objetivos
_ Apoiar as PME do turismo no recebimento de financiamento por meio de um modelo em cascata que lhes permitirá melhorar as suas capacidades técnicas na sua transformação digital.
_ Permitir às PME do turismo uma transição para modelos de negócio mais resilientes, inovadores, circulares e sustentáveis que agreguem mais valor ao produto/serviço das empresas, com menor pegada ecológica.
_ Estimular a transferência transnacional de conhecimento pensando em como replicar o modelo de forma escalável e, principalmente, na sua continuidade após a conclusão do projeto.
_ Ajudar a acelerar a descarbonização das PME para contribuir para um crescimento económico mais inclusivo no setor do turismo e nos residentes dos destinos.

// Destinatários
_ Qualquer PME de turismo que cumpra os seguintes três requisitos pode submeter o seu plano de ação para financiamento ao abrigo deste convite:
(I) Ser uma pequena e média empresa (PME) conforme definido pela recomendação da UE2003/361;
(II) ser uma PME de turismo com CAE (Nace codes I55 and N79);
(III) estar registada em: província de Tarragona (Espanha); Área Metropolitana de Lisboa (Portugal); província de Heraklion (Grécia); Tirana, Vlora, Shkodra, Gjirokastra, Fieri, Berati ou Korça (Albânia); municípios costeiros da região de Marche: San Benedetto del Tronto, Grottammare, Cupra Marittima, Pedaso e Porto San Giorgio (Itália)
_ Só é aceite uma candidatura por PME. Caso a mesma empresa apresente mais do que uma candidatura, será considerada a candidatura mais recente.

// Atividades elegíveis para o plano de ação das PME
_ Despesas de deslocação, registo e alojamento que permitem a participação ativa das PME do turismo em atividades de apoio, como cursos de formação, workshops, visitas de estudo, sessões de coaching, matchmaking, aprendizagem entre pares, eventos de partilha de conhecimentos, etc.
_ Inovação digital e investimentos em turismo inteligente, que podem incluir:
I) Custos de serviços de consultoria e capacitação, por exemplo, no mapeamento de necessidades específicas relacionadas com a digitalização / inovação a serem abordadas por uma PME individual, bem como ao receber serviços de consultoria em áreas específicas - nas quais a equipa do consórcio possui experiência, como Augmented e Realidade Virtual, Deteção de Multidões, Ferramentas de turismo sustentável baseadas em Drones e Beacon. (veja alguns exemplos)
II) Custos na melhoria das competências dos trabalhadores para digitalizar as operações das PME, etc.
III) Adaptações para melhorar a possibilidade de cooperação com outros atores da cadeia de valor na área da digitalização, inovação, novas tecnologias ou turismo inteligente, incluindo custos de normalização.
IV) Custos relacionados com a adaptação de procedimentos operacionais, documentação, recolha de dados, etc.
Notas:
_ Não são elegíveis investimentos em infraestruturas, incluindo energia, geradores de backup, sistemas de controlo de surtos, conectividade (cabeamento), hardware e software.
_ o conjunto de atividades deve fomentar a cooperação transnacional e transfronteiriça em digitalização, inovação, novas tecnologias e turismo inteligente.

// Prazo de execução
_ 6 meses

// Financiamento
_ entre 7 e 9 mil euros, por projeto e em função da proposta do plano de ação apresentado na candidatura. O RESETTING apoia até ao máximo de 15 projetos no total e 3 projetos por país.
_ entregue sob a forma de voucher.

// Data limite para submissão de propostas
_ 30​ set 2022 (nova data)

As candidaturas e os planos de ação que as suportam têm de ser apresentados em inglês.

Pedidos de informação devem ser enviados para opencall2022@resetting.eu.


  • Aviso
  • Concurso
  • Financiamento
  • União Europeia
  • PME
  • Digitalização
  • Inovação
  • Turismo
  • Lisboa
  • Comissão Europeia
  • COSME
  • 2022
  • social network icon image
  • social network icon image
  • social network icon image
  • social network icon image
  • social network icon image