Ignorar Comandos do Friso
Saltar para o conteúdo principal

Selo "Clean & Safe" para Museus, Palácios, Monumentos e Sítios Arqueológicos

Clean & Safe

​​​​​​​​​​​​O Turismo de Portugal, em articulação com o Ministério da Cultura, desenvolveu a possibilidade de também os Museus, Palácios, Monumentos e Sítios Arqueológicos​ que cumpram as recomendações da Direção-Geral da Saúde para evitar a contaminação dos espaços com o SARS-CoV-2 (novo coronavírus), aderirem ao selo “E​stabelecimento Clean & Safe”. Esta iniciativa visa sensibilizar os Museus, Palácios, Monumentos e Sítios Arqueológicos​ para os procedimentos mínimos a adotar e incentivar a retoma do setor do turismo a nível nacional e internacional, reforçando a confiança de todos no destino Portugal e nos seus recursos turísticos.​​​​

// Como aderir ao selo
​Serão reconhecidos os Museus, Palácios, Monumentos e Sítios Arqueológicos que cumpram as recomendações da Direção-Geral da Saúde para evitar a contaminação dos espaços com o SARS-CoV-2 (novo coronavírus). Assim todos os Museus, Palácios, Monumentos e Sítios Arqueológicos que pretendam obter o selo “Estabelecimento Clean & Safe” deverão cumprir o conjunto de disposições presentes na «Declaração de Compromisso», disponibilizada pelo Ministério da Cultura. 
A Direção Geral do Património e Cultura (DGPC) e Direções Regionais de Cultura são responsáveis pela atribuição do Selo aos Museus, Palácios, Monumentos e Sítios Arqueológicos sob sua gestão. No caso dos Museus da Rede Portuguesa de Museus e Museus Privados, a DGPC assegura, também, a respetiva atribuição do Selo aplicado ao património cultural.
 .

// Requisitos a cumprir
Todos os Museus, Palácios, Monumentos e Sítios Arqueológicos que pretendam obter o selo “Estabelecimento Clean & Safe – Património Cultural” deverão cumprir o conjunto de disposições presentes na «Declaração de Compromisso», disponibilizada pela respetiva entidade competente – DGPC ou DRC. Após validação, os Museus, Palácios, Monumentos e Sítios Arqueológicos ficam com a possibilidade de utilizar o Selo em causa, seja nas suas instalações físicas, seja nos canais e plataformas de divulgação e venda. 
O selo, gratuito e válido até 30 de abril de 2021, exige a implementação de um plano de contingência que, de acordo com as recomendações da Direção-Geral da Saúde, deve assegurar o distanciamento social e higienização necessária para evitar riscos de contágio e garantir os procedimentos seguros para o seu funcionamento.


// Fiscalização
​​​​​As entidades competentes realizarão auditorias aleatórias aos estabelecimentos aderentes.​
​​​​​
// Formação
​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​

 


 


  • Clean & Safe
  • Saúde pública
  • COVID-19
  • Portugal
  • Turismo
  • Turismo de Portugal
  • Monumentos
  • Palácio
  • DGPC
  • Cultura
  • Património cultural
  • Ministério da Cultura
  • social network icon image
  • social network icon image
  • social network icon image
  • social network icon image
  • social network icon image