Ignorar Comandos do Friso
Saltar para o conteúdo principal

Estudos, relatórios e pontos de situação

Saúde pública

10.03.2020

​​​​​​​​​​​​​​​​​​A IATA (International Air Transport Association) disponibiliza uma avaliação inicial dos impactes deste surto na aviação comercial, reportada a 20 de fevereiro de 2020, que prevê a perda potencial de 13% da procura de passageiros para as rotas na região da Ásia Pacífico em 2020, em relação a 2019, e para as rotas que operam fora daquela região, assumindo que as perdas se limitarão aos mercados relacionados com a China, um decréscimo de 4,7% da procura global, o que significa, face às previsões de​​​​ crescimento apresentadas pela associação em dezembro de 2019, uma contração da procura na ordem dos 0,6% em 2020.

Também a ForwardKeys, empresa líder mundial na análise da indústria das viagens, publica uma análise ao impacte do COVID-19, indicando que desde 20 de janeiro de 2020, as partidas do mercado chinês para a Europa apresentaram um decréscimo de 41,7%, em relação ao período homólogo, e as reservas para março e abril diminuíram 36,7% em relação ao mesmo período do ano transato. Adicionalmente reconhece que o impacte no turismo já ultrapassa a fronteira da China, com outras áreas da região da Ásia Pacífico a registarem, em relação ao mesmo período no ano passado, um decréscimo das reservas de viagens de março e abril na ordem dos 10,5% (excluindo as viagens para e da China e Hong Kong).



  • Saúde pública
  • COVID-19
  • Turismo
  • Estudo
  • Publicação
  • IATA
  • Transportes aéreos
  • social network icon image
  • social network icon image
  • social network icon image
  • social network icon image
  • social network icon image